Circuncisão masculina

circuncisão masculina

Qual a origem da circuncisão masculina?

A prática da circuncisão masculina é datada de mais de 15 mil anos atrás e, embora sua origem exata não possa ser determinada com certeza, acabou se espalhando por diversas culturas e ganhando seguidores por motivos étnicos, religiosos e médicos.

O que é circuncisão de pênis?

A circuncisão geralmente é feita no hospital sob anestesia local por um pediatra, urologista ou cirurgião treinado no procedimento. Nos casos em que a cirurgia é feita por motivos religiosos, o procedimento pode também ser feito por outro profissional treinado em circuncisão, mas o ideal sempre é fazer a cirurgia no hospital.

O que é uma circuncisão?

Esta cirurgia não aumenta o tamanho do pénis e até ao momento não existe evidência científica conclusiva que demonstre alteração da atividade sexual ou do prazer. A circuncisão pode ser realizada sob anestesia local e analgesia ou sob anestesia geral consoante as características do doente e a sua preferência.

Como a cirurgia de circuncisão pode melhorar a satisfação sexual?

Alguns homens que realizaram a cirurgia de circuncisão garantem que a satisfação sexual melhora muito mais, uma vez que a sensibilidade da glande diminui bastante. No início, claro, que haverá uma fase de adaptação, mas com o tempo a pele se acostuma ao contato constante e suas terminações nervosas se tornam menos sensíveis.

Quem faz a circuncisão?

A circuncisão era usualmente feita pelo chefe de família. Mais tarde, passou-se a recorrer a uma pessoa especialmente preparada. Um mohel, no caso dos judeus, geralmente um médico, circuncidador, ou então uma pessoa que tenha conhecimento da cirurgia, e das rezas realizadas, no processo.

O que é a circuncisão feminina?

A circuncisão feminina, também chamada de mutilação genital feminina (MGF), é uma prática realizada em vários países, principalmente na África e na Ásia. É uma operação que amputa o clitóris da mulher, para que ela não sinta prazer na relação sexual.

Qual a origem da circuncisão ritual?

A circuncisão ritual é muito antiga, havendo indícios concretos de sua prática há milhares de anos na África, Oriente Médio e Oceania (na América, é sabido que os Maias praticavam rituais de sangria genital, mas há controvérsias quanto a se os mesmos envolviam ou não a amputação do prepúcio).

O que é circuncisão de pênis?

A circuncisão geralmente é feita no hospital sob anestesia local por um pediatra, urologista ou cirurgião treinado no procedimento. Nos casos em que a cirurgia é feita por motivos religiosos, o procedimento pode também ser feito por outro profissional treinado em circuncisão, mas o ideal sempre é fazer a cirurgia no hospital.

O que é uma circuncisão masculina?

O que é circuncisão: Circuncisão é uma operação cirúrgica que remove o prepúcio, uma pele que cobre a glande do pênis. É um termo oriundo do latim, que significa cortar ao redor. A cirurgia de circuncisão é realizada há mais de 5 mil anos, muito por motivos religiosos, como muçulmanos e judeus.

Qual a importância da circuncisão sem indicação médica?

Historicamente realizado por motivos religiosos, a circuncisão tem se tornado cada vez mais comum por motivos de higiene e por ser um procedimento que reduz a incidência de doenças urológicas. Neste texto vamos explicar como e por que é feita a circuncisão, abordando seus riscos e benefícios. O que é o prepúcio?

O que é circuncisão feminina?

Para a circuncisão feminina, veja Mutilação genital feminina. Circuncisão masculina é a remoção do prepúcio do pénis humano. No procedimento mais comum, o prepúcio é aberto, as aderências removidas e a pele separada da glande.

Quais são os riscos da circuncisão?

Riscos A circuncisão é um procedimento cirúrgico que, como tal, possui riscos. Todavia, a cirurgia é rápida e simples (dura cerca de 10 minutos) e apresenta taxas de complicações cirúrgicas abaixo de 0,5%. As complicações mais comuns são sangramentos, infecções e insatisfação com o resultado estético.

Postagens relacionadas: