Tempestade reino unido

tempestade reino unido

Quais as consequências da tempestade Eunice?

A tempestade Eunice chegou em força ao Reino Unido, ameaçando ser uma das mais potentes a ter atingido o país em três décadas. Por toda a Europa, as autoridades reportam acidentes, cortes de energia e cancelamento de voos e comboios. Na Polónia, três pessoas morreram.

Como será o tráfego aéreo afetado pela tempestade?

O tráfego aéreo também será afetado pela tempestade e a companhia aérea KLM indicou que haverá uma operação muito limitada no aeroporto de Schiphol, em Amsterdão, por isso são esperados cancelamentos e atrasos de voos, tendo sido recomendado aos viajantes que consultem o portal da empresa holandesa antes da partida do seu voo.

Por que a tempestade rume para a Dinamarca?

Depois de atingir o Reino Unido, espera-se que a tempestade rume para a Dinamarca, onde foi decidido que os trens circularão a uma velocidade mais lenta por precaução e a Ponte Storebaelt, uma das mais longas do mundo, quase certamente terá de ser fechada durante a maior parte da noite, avisou seu operador.

Qual a origem da tempestade?

De acordo com os serviços meteorológicos europeus, a tempestade foi originada na Irlanda, tendo atravessado um pedaço do Reino Unido e a região norte da França. O fenômeno ainda passou por Alemanha e Dinamarca. Os fortes ventos provocaram diversos cancelamentos de voos, trens e balsas pelo noroeste europeu.

Quais as consequências da tempestade Franklin?

Até agora, ainda não existem registos de feridos, nem mortos por consequência desta nova tempestade, porém esperam-se vários condicionalismos no dia-a-dia da população. O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media.

Por que o Eunice é um perigo para a vida?

A tempestade alcançou o Oeste da Inglaterra, atingindo a Cornualha, onde fortes ondas foram geradas por causa do vento. “A tempestade Eunice trará rajadas prejudiciais no que pode ser uma das tempestades mais impactantes a afetar as partes Sul e Central do Reino Unido em anos”, disse o meteorologista-chefe do Met Office, Frank Saunders.

Postagens relacionadas: